Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \30\UTC 2007

Simplesmente um filme

Assisti duas vezes, no último mês, ao filme “Traição” (Book of Love, Alan Brown) que me tocou profundamente.

Pra começar fiquei obcecada pela música, não saiu da minha cabeça por um mês, até que me rendi, peguei a letra na internet e baixei a música pra ouvir todo o dia. E o filme é extremamente sutil, daqueles que dá até um certo receio de recomendar, porque não é todo mundo que vai entender as razões do filme. Sabe aquele filme tipo “Encontros e Desencontros” (Lost in Translation, Sofia Coppola), que alguns adoram e outros não entendem nunca porque as pessoas gostam? É porque ele precisa de um nível de sensibilidade que é de quem se identifica, não tem jeito. Do mesmo modo que nunca consegui ver até o fim o tão elogiado “O Último dos Moicanos”. Nunca entendi!

Pois bem, “Traição” mostra a vida de um casal, desses que eu vejo na rua e penso que quero isso pra mim, perfeitos, felizes e apaixonados. O interessante é que, desta vez, é a mulher que pisa na bola e estraga tudo. Mas a intimidade e afinidade dos dois é tão grande que ela conta pra ele que o traiu. Depois disso, as reações do marido, a relação do casal com o adolescente que causou a traição, e a simplicidade e veracidade das cenas faz parecer que a história poderia acontecer com qualquer um de nós!

Acho que essa identificação com os personagens, que os faz parecer reais, e me fez sentir como se eu estivesse dentro do filme, é o que me encanta. Assim como aconteceu em Encontros e Desencontros. Não precisa de nenhuma explosão ou efeito especial para que o filme seja encantador. E viva a simplicidade!

Read Full Post »